terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Minha vida...

Sempre DEUS! E o infinito se manifesta.
Da minha vida, muitas coisas eu levei, muita ansiedade senti, no pouco que conquistei. Na minha vida, muito canto esperei, mais foi num gorjeio simples que eu tanto me emocionei. Na minha vida, amores eu conquistei, mas foi num sorriso terno, que minha busca repousei. Na minha vida, de grandes sonhos acordei, mas são em simples lembranças, que eu sempre sonharei. Na minha vida, por pouco eu chorei, mas foi de coração aberto, que tais lágrimas derramei. Na minha vida, sabedoria eu busquei, mas foi num olhar criança, que aprendi que nada sei. Na minha vida presentes eu
ganhei, recados pra mim celestes como os versos que improvisei. E na minha vida, da esperança viverei, do presente, tão intenso, nos momentos que eu farei.
Arnaldo Freitas

3 comentários:

ANGELA R. disse...

OI Arnaldo, que prazer conhecer sua trajetória de sucesso. Sou de Echaporã também, mas ha alguns anos moro em Ribeirão Preto! Fiquei emocionada ao te ver tocando Bach no seu site! parabéns e muita, muita sorte para você!
Se tiver curiosidade, também gosto de escrever algumas coisas, pode ver aqui: www.corpocomente.blogspot.com

um abraço,
Angela Rodrigues.

Hope disse...

É um privilégio ler-te e ver tamanha sensibilidade humana, um coração seguindo na estrada da vida harmoniosamente encantando com o seu canto e encantos literários...boa sorte e muitas bençãos em sua vida
Abraços
Esperança

Rafael Bonato disse...

Arnaldo,
Como amante da viola caipira não posso deixar de registrar aqui minha imensa satisfação em acompanhá-lo em todo programa da Inezita, levando com toda dedicação e amor a bandeira da viola caipira.
Um forte abraço
Rafael Bonato - Campinas - SP